Quinta-feira, 3 de Fevereiro de 2011

22º Capítulo

A brisa da Primavera chocava na face de Dave e os seus cabelos castanhos agitavam-se ao de leve. Eram 17h e Dave caminhava pela rua a cima em direcção à mansão de Victoria. Quando chegou ao grande portão da casa de Victoria, tocou à campainha. Sem ninguém dar uma palavra pela campainha o portão abriu-se. Dave estranhou aquele feito mas entrou. A casa tinha em seu redor um grande jardim, todo ele arranjado. Tinha as mais diversas plantas de todas as cores e grandes luxos: chafarizes lindíssimos, cadeiras de baloiço, pequenos lagos enfeitados com pedrinhas e nenúfares, uma grande piscina, um bar e algumas espreguiçadeiras.

Dave avançou em direcção à porta da casa que estava encostada.

Dave espreitou para dentro da casa e depois empurrou a porta. Decidiu entrar e ficou ali no hall olhando em redor para ver se alguém o atendia. Chamou por Victoria e ela depressa respondeu:

- Dave, aqui em cima!

Dave subiu as escadas e dirigiu-se para a porta do quarto de Victoria. Dave já conhecia parte da casa. Principalmente o quarto de Victoria. Pois quando Dave e Victoria namoravam, no ano passado, Dave vinha todas as tardes, ou quase todas, para a casa de Victoria. Dave entrou mas ficou parado junto da porta. Viu Victoria sentada na cadeira do seu tocador virada de costas para a porta. Victoria depressa se apercebeu da chegada de Dave e virou-se para trás.

- Olá, tudo bem?

- Sim… – Dave olhava em volta admirando o luxuoso quarto de Victoria – Está tudo.

Victoria levantou-se da cadeira e aproximou-se mais de Dave. Afastou o cabelo da cara com um movimento snob e disse:

 - Então, o que é que querias falar?

Dave começava a adivinhar a intenção de Victoria e por isso afastou-se dela e sentou-se na cadeira da secretária de Victoria.

- Eu queria ter uma conversa séria contigo sobre o que está a acontecer ultimamente. – o sorriso de Victoria foi-se e ela franziu a sobrancelha –Victoria, vais ter de aceitar a minha decisão.

- A… Que decisão? – perguntou Victoria.

- Eu escolhi a Carolyn, e não queria que continuasses a insistir para que eu mudasse de ideias. Simplesmente não vou mudar. Já tomei a minha decisão há muito tempo.

- Mas eu não percebo! O que é que eu fiz para me deixares assim dum dia para o outro?! Nós éramos o par perfeito! – A paciência de Victoria desapareceu mas Dave não respondeu aquela afirmação. Apenas suspirou e olhou para baixo. Victoria voltou a aproximar-se dele pousando as suas mãos nos seus ombro. Dave voltou a olhar para cima. Victoria ficou a fita-lo com os olhos por uns momentos e depois inclinou-se para a frente na intenção de o beijar. Dave tirou as mãos de Victoria dos seus ombros não muito bruscamente e afastou-se dela.

- Não. Desculpa mas não vale a pena tentares. As coisas entre nós não resultaram e nunca mais hão-de resultar.
- Podem vir a resultar, sim! Se quiseres que eu mude eu mudo! Mas Please, dá-me uma segunda oportunidade!

- Desculpa. Mas não vou voltar atrás com a minha decisão! Só te peço para não fazeres mais loucuras! Respeita-me.

- Não sei se consigo. O que houve entre nós foi especial. E não pode ser esquecido assim dum momento para o outro! Nós namoramos 16 meses! Um ano e meio! E eu não sei o que te deu para me trocares assim! Ainda por cima por uma gaja como a Carolyn, que é um autêntico pãozinho sem sal!

- Eu e a Carolyn namoramos já há 7 meses. Desde o inicio do ano! E neste momento já não à nada que possas fazer. E se não compreendes isto, não vale a pena voltares a falar comigo! Nós não precisamos de nos odiar nem amar! Podemos ser só amigos. Mas só amigos! – Dave puxou a mala para cima dum ombro e abriu a porta – Já deu para ver que não percebes nem queres saber do que sinto. Por isso, eu tenho mais que fazer!

- Dave espera! – Victoria agarrou-lhe na camisa e ele virou-se para ela.

- Tenho mais que fazer agora por isso vou andando!

- Eu posso mudar!

- Tu nunca hás de mudar. Hás de ser sempre a mesma de sempre. Achas que és melhor que toda a gente e não te preocupas com os outros, só contigo! Tu não prestas! E uma pessoa como tu não merece nada!

 

Victoria voltou para dentro do quarto. Dirigiu-se à sua casa de banho privada e ficou de cabeça baixa a olhar para o lavatório deixando as suas lágrimas irem pelo cano. Victoria virou-se para o espelho e viu o seu reflexo. Aquelas palavras de Dave entoaram nos seus ouvidos e fê-la engolir o orgulho que sentira toda a vida. Percebeu que peito grande, o cabelo louro, as pernas de cheerleader diariamente trabalhadas e a sua fama, não bastavam para ter tudo o que desejava. Até aquele momento todos os seus caprichos eram cumpridos e agora a realidade começava a toma-la por completo. Sentia-se como se estivesse a cair. Como se não houvesse chão. Estava abalada, abandonada, sozinha. As suas seguidoras – Sally e Jane – raramente queriam saber dela quando ela se encontrava mal. “Talvez sejam assim porque eu lhes faço o mesmo” – pensou. E essa era a verdade das verdades. Victoria nunca tentava ser simpática ou amável para com as outras pessoas. Nem sequer apoiava aquelas que dizia serem as suas melhores amigas – Sally e Jane. Só se preocupava em ter tudo o que queria e ser a mais popular. Na verdade Victoria só começou a ter realmente fama quando se juntou com o rapaz mais popular do liceu - Dave. O seu romance com Dave era um fascínio para a revista do colégio.  Também o facto de ser rica e de o seu pai ser uma figura muito importante foi mais uma razão para a fama. E foi assim que conseguiu ter realmente fama. As outras raparigas e até alguns rapazes temiam-na e nunca se atreviam a ripostar contra ela, pois ela arranjava maneira de os humilhar. Todas aquelas que queriam ser populares como Victoria arranjavam maneira de se tornarem amigas dela.  

 

4 Comentarios

publicado por Anna às 14:16
link do post | comentar | favorito
5 comentários:
De Joana a 4 de Fevereiro de 2011 às 20:50
Louco, será que a Victoria vai mudar para melhor ou para pior?
E se o Dave voltar para ela se ela mudar?
Que curiosidade, espero que postes rápido!!!


De Anna a 18 de Fevereiro de 2011 às 11:44
jo, ja postei! é o ultimo capitulo! :D


De Cat a 4 de Fevereiro de 2011 às 21:04
muito bom, sim senhor nina, ta msm fixe


De Lisamisa a 10 de Fevereiro de 2011 às 20:09
Cada vez melhor, cada vez melhor, CADA VEZ MELHOR!!!
Eu nem imagino o que vai acontecer no próximo capitulo!! Olha não vou dizer mais nada se não começo aos berros(em minha casa)!!!



De Anna a 18 de Fevereiro de 2011 às 11:43
já postei o ultimo capitulo!!! XD


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.posts recentes

. Vida de Carolyn: Two Love...

. I'm back

. Vida de Carolyn: Two Love...

. Vida de Carolyn: Two love...

. Vida de Carolyn: Two Love...

. Vida de Carolyn: Two Love...

. Vida de Carolyn: Two love...

. Divulgação e conversinha ...

. Vida de Carolyn: Two love...

. Vida de Carolyn: Two love...

.arquivos

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

blogs SAPO

.subscrever feeds