Segunda-feira, 25 de Abril de 2011

Vida de Carolyn: Two lovers - 15º Capítulo

 

 

Depois do jantar Carolyn e Emily foram para o quarto e os rapazes ficaram na sala a ver um jogo de futebol. Ela lembrou-se que tinha de ligar a Dave. Há muito que não falavam e as saudades eram cada vez maiores. Emily sentou-se na cadeira da secretária e foi à net. Carolyn foi direitinha à varanda para não incomodar Emily e também porque não queria que ela ouvisse a sua conversa com o namorado, era um bocado embaraçoso. Ligou uma vez e a chamada foi parar ao voicemail, ligou outra e aconteceu a mesma coisa. Voltou para dentro com cara de aborrecida, deitou-se na cama e ficou a olhar para o tecto. Emily virou-se para ela e disse preocupada:

- Então? Ele não atende?

- Não deve ter rede.  

- Não deve ter rede? Mas onde raio é que ele está?

- Está a acampar em Detroit. Ele diz que lá raramente têm rede.

- Há ok!

- Desde que estou em Miami que ainda não falei com ele. ‘Tou a morrer de saudades! – Carolyn sentou-se na cama de pernas cruzadas e por momentos fez-se um silêncio perturbador. – O teu irmão dum momento para o outro aparvalhou completamente. ‘Tou a ficar farta! Primeiro é muito calmo, engraçado e muito meu amigo e depois faz estas merdas!

- Para mim, isso já não é novidade nenhuma! Ele tem destas cenas. Sabes… ele ainda gosta de ti por isso…

- Mas isso não era razão nenhuma para me fazer aquilo!

- Eu sei, mas ele não sabia que tu ias ficar assim tão chateada, provavelmente.

- Mesmo assim não percebo. Então se eu estava quase a desistir da ideia de me mandar porque ‘tava cheiinha de medo, era óbvio que eu não queria que ele me fizesse aquilo, né?!

- Ok Carolyn, mas esquece que ele fez isso! Ele já as pagou com a tua zanga, agora façam as pazes e resolvam as cenas entre vocês. Não te esqueças que ele no fundo também está a sofrer com isso e está arrependido.

- Talvez eu… o desculpe. Mas ainda vamos ter muito que falar. – Carolyn levantou-se da cama – Vou lá abaixo beber qualquer coisa. – desceu as escadas e passou pelos rapazes que estavam na sala aos berros a mandar vir com o raio do jogo. Quando chegou à cozinha fechou a porta para não ter de os ouvir.

Dylan levantou-se do sofá e foi andando para a cozinha atrás de Carolyn. George virou-se para trás ainda sentado e perguntou-lhe:

- Dylan, o que é que vais fazer?

- Vou tentar resolver as cenas com ela. – George riu-se.

- Ah, ah, boa sorte! – piscou-lhe o olho.

Dylan abriu a porta da cozinha e entrou. Carolyn que estava na bancada a encher um copo com água, olhou para trás para ver que tinha entrado e viu Dylan que ficou parado ao pé da porta a olhar para ela. Continuou com o que estava a fazer e Dylan aproximou-se dela. À medida que ele se ia aproximando ela ia-se afastando para o lado oposto como se não fosse nada da sua conta. Dylan bufou e disse:

- Vais continuar a fugir de mim? – Carolyn revirou os olhos e suspirou – Eu não quero estar mais chateado contigo, não percebes isso?!

- Tivesses pensado melhor antes de fazeres merda. – enquanto falava com ela continuava a encher o copo mas não olhou para ele.

- E quando é que pensas desculpar-me?

- Quando me pedires desculpa. – Carolyn pousou o jarro na bancada.

- Outra vez?

- Se não quiseres pedir não peças, mas eu não te desculpo doutra maneira. – agarrou no copo e começou a beber a água.

- Desculpa – mordeu o lábio – Não quero mesmo ficar mal contigo. – aproximou-se mais dela e assentou a sua mão na cintura dela.

- Eu desculpo mas vamos ter que acertar contas. Eu não quero que me faças mais cenas dessas, ok? Eu odeio isso!

- Ok, ok! Na boa! 

- Já devias saber que não gosto dessas cenas.

- Como ia saber? Não te conheço à muito tempo, lembraste?

- Pois… - suspirou – Ainda vamos ter de nos conhecer melhor não é senhor Dylan?

- É sim miss Carolyn. – assim que Carolyn pousou o copo no lava-louça Dylan agarrou-lhe no braço e levou-a até à sala.

- Que foi? – disse ela assim que chegaram à sala vazia, sem ninguém.

- Bem me parecia. Eles aproveitam todos os momentos sem nós para estarem sozinhos! – Dylan sentou-se no sofá.

- ‘Tas a falar do George e da Emily? – disse Carolyn de pé ao lado do sofá.

- Yah. Não os vamos incomodar e vamos ficar aqui em baixo. Vemos um filme, ok?

- Ok. – Dylan deu uma palmadinha no sofá no lugar que estava livre ao seu lado. – Espera lá, tu vais ver um filme em vez de veres o resto do jogo? – Carolyn sentou-se.

- E é só porque vou vê-lo contigo. – Dylan piscou-lhe o olho, ela revirou os olhos e riu-se.

- Meu deus! Estás tão atencioso para mim como eu estou para o chocolate! Só para esclarecer as duvidas… ela ADORA chocolate XD – Carolyn sorriu.

- Tu és muito especial… – e retribuiu-lhe o sorriso – Então vá, qual é o filme que vemos? Tudo menos uma lamechice!

- Ok… - disse Carolyn com um ar secante – O que é que tens em mente?

- Terror, gostas?

- Hum… pode ser. Mas não te garanto que vá conseguir dormir esta noite.

- Pois… mas vais ver que depois adormeces logo e o filme nem sequer te passa pela cabeça!

- Não sei não…

- Vais ver que sim. Olha, vamos ver o “Exorcista”.

No fundo Carolyn estava completamente aterrorizada com o facto de ir ver um filme de terror. Apenas fingia que não se ralava muito. «Até o título assusta meu deus!» pensou assim que Dylan proferiu o nome do filme.

Dylan clicou em “alugar” e Carolyn começou logo a encolher-se e a chegar-se mais para a beira dele. O inicio do filme não era nada de muito mau mas o meio e o fim eram um autêntico terror! Carolyn gemia com a mais leve cena de terror enquanto Dylan limitava-se a falar. Algo como: “Ia men! Aquilo deve ter doído!” ou “F***-se! Ele tirou-lhe o olho com a faca!” ou ainda “Não, não abras a porta!”. Quem já viu o filme deve de tar tipo: “WTF?! Eu vi o filme e não me lembro de nada assim! Pois mas é que eu nunca vi o filme e estou só a supor que isto acontece :P Carolyn agarrava Dylan pela cintura e quando passava alguma cena muito má ela apertava-o com tanta força que as tripas quase lhe saíam pela goela e ele gemia de dor. No final do filme ficaram os dois completamente estáticos agarradinhos um ao outro.

- Foi a pior coisa que já vi! – Carolyn levantou-se do sofá – Tenho a certezinha que não vou pregar olho esta noite!

- Por acaso foi um bocado sinistro… - Dylan começou a subir as escadas e Carolyn estava a apagar todas as luzes do andar de baixo.

- Espera por mim! – berrou ela a apagar o último candeeiro e depois foi a correr para perto dele.

- Agora ‘tás com medo que o exorcista venha atrás de ti, é? Olha tem cuidado porque se não ele ainda te apanha! - disse a rir-se.

- Cala-te porque tu também estás todo borrado! – e subiram as escadas e separaram-se no corredor indo cada um para o seu quarto. – Boa noite.

- Boa noite, princesa. – ele sorriu e entrou para o quarto fechando a porta atrás de si.

Carolyn entrou no quarto e não viu Emily deitada na cama a dormir ou não como era suposto estar. Espreitou na casa de banho, no closet e na varanda mas nem sinal dela! Carolyn saiu a correr do quarto e foi direitinha ao quarto de Dylan. Entrou de rompante no quarto e gritou:

- Dylan a tua irmã, não está no quarto! Se calhar foi o… o… exorcis…

- Tu ‘tás completamente borrada! – deu uma risadinha - Ela ‘tá aqui a dormir com o George. – sussurrou - Eles juntaram as camas e ficaram aqui a dormir. Parece que vou ter de ir dormir para o vosso quarto.

- Pois… - Carolyn riu-se secamente – Olha, ainda bem!

- Ainda bem porquê?

- Porque eu ‘tou completamente aterrorizada com a porra do filme! Assim tenho um gajo para me proteger.

Dylan riu-se – Pois é, eu sou bué musculado!

- Podes ser musculado mas isso não quer dizer nada. Sim, porque tu afinal de contas és gay!

- Ah, ah, gay?! Essa é boa! Tenho resmas de gajas atrás de mim!

- Pois, mas isso não quer dizer nadinha! Podes ter muitas atrás de ti mas tu só olhas para os gajos!

- Carolyn, pára porque tu sabes perfeitamente que é mentira. – piscou-lhe o olho e ela bufou.

Carolyn vestiu o pijama – uns calções e uma T-shirt - na casa de banho e depois seguiu-se Dylan. Quer dizer… ele apenas se despiu ficando apenas em boxers. Nem sequer foi-se despir para a casa de banho ou pediu a Carolyn para não olhar. Despiu a T-shirt e os calções como se nada fosse e meteu-se na cama de Emily. Carolyn ficou vermelha que nem um tomate e bastante encalorada assim que o viu só de boxers. Meteu-se na sua cama e ficaram os dois na conversa. Quando já não havia mais assunto ficaram os dois a olhar para o tecto durante uns segundos quando Carolyn lembrou-se de uma coisa:

- Dylan?

- Sim?

- Podes ficar à espera que eu adormeça e só depois é que adormeces?

- A… não há problema mas porquê?

- É que… se tu adormeceres primeiro eu sinto-me… vá… desprotegida.

- Ah está bem! É na boa! – Dylan apagou a luz – Então boa noite!

- Boa noite.

Carolyn fechou os olhos e tentou adormecer, mas não teve sucesso. Levou mais ou menos cinco minutos às voltas na cama e sentia um aperto no coração porque só se lembra do filme.

- Dylan… eu não consi… - Carolyn foi interrompida pelo ressonar de Dylan «Mas no que é que eu estava a pensar? Ele adora dormir!» Carolyn serrou as sobrancelhas, revirou os olhos e voltou a tentar dormir. Ela só se lembrava do filme, do filme e do filme! Às tantas já estava a suar por todos os lados e a tremer. Decidiu então ligar o candeeiro. Sentou-se na cama e ficou a falar para os seus botões:

- Não penses no filme, não penses no filme, não penses no filme, não penses no filme…

- Que estás a fazer? – perguntou ensonado que entretanto acordou.

- Obrigadinha pelo apoio senhor baldas!

- Desculpa mas não dei por mim. Não consegues mesmo dormir?

- Até agora não. Eu vou tentar e conseguir! Mas desta vez não adormeças!

- Está bem… eu não adormeço.

- Prometes?

- Sim, prometo.

- Então boa noite… - sorriu - ou até já.

- Só espero que não.

Carolyn desligou a luz e fechou os olhos mais uma vez. «Pensa em… borboletas! Ai não, borboletas não! Têm aquelas patas esquisitas e peludas e ainda por cima fazem casulos nojentos! Então pensa em… gatos! Gatinhos fofinhos! Um gatinho às riscas pretas e cinzentas como o da avó Marianne! Mas como é que se chama a gata? Já não me lembro. Será que era Sofie? Ou era Mia? Não espera lá, Mia é o nome da gata da Emma. Emma é a melhor amiga da Carolyn para que não se lembra A gata dela tem uns olhos azuis tão lindos! Oh não… bolas! Agora ‘tou-me a lembrar da merda da cena em que o exorcista arranca os olhos aquela gaja com o bico da faca! Que horror! E quando ele espeta-lhe com a faca nas costas! E quanto… ok, chega Carolyn! NÃO PENSES NO FILME! Porra! Tarde demais…» pensou. Carolyn sentou-se na cama e ligou o candeeiro outra vez.

- Dylan… - chamou baixinho.

- Já vi que não consegues mesmo dormir. – ele estava deitado de lado virado para ela com aquele olhar fulminante e sedutor.

- Até admira teres ficado acordado.

- Eu prometi, não prometi?

- És um amor! – ele sorriu – Não sei é como é que vou pregar olho agora!

Dylan levantou as mantas da sua cama e disse: - Queres vir dormir para ao pé de mim?

- Hum… Não sei… é que assim parece que nós… tu e eu… somos…

- Carolyn já dormimos juntos uma vez por isso… e só por fazermos isto não quer dizer que sejamos namorados ou algo do género. Somos só amigos e eu só estou a tentar ajudar-te. – Carolyn baixou o olhar para a cama – Se quiseres continuar a tentar dormir sem sucesso e a pensar no exorcista…

- Pronto, pronto está bem! – Carolyn levantou-se e foi-se deitar na cama dele. – Tu consegues convencer toda a gente!

- É, diz que sim. O meu pai diz que eu tenho jeito para ser vendedor. Comigo não tinham hipótese. - Carolyn agarrou-o na cintura e puxou-o para si. Assim que sentiu a sua pele quente lembrou-se que ele estava apenas de boxers! Afastou-se dele e disse envergonhada:

-Dylan… vai vestir uns calções, por favor.

- Oh, desculpa, esqueci-me completamente. – levantou-se e vestiu os calções. – Pronto, agora já te podes agarrar ao bacon. Eu, claro! – deu uma gargalhada e deitou-se ao lado dela.

- Ah, ah, ah – riu sendo super sarcástica suportando a cabeça com a mão e com o cotovelo assente na almofada a olhar para ele – Um bacon musculado, mas gay!

Dylan serrou as sobrancelhas – Correcção, um bacon musculado e suculento! – riram-se os dois - Bom, vamos lá dormir… - Carolyn entrelaçou os seus braços ao seu tronco e aninhou a cabeça no seu peito. Agora sentia-se segura, protegida. Apenas queria deixar de ter medo com ele por perto. E Dylan sentia-se… realizado. As hormonas começaram a subir-lhe à cabeça mas tinha de se controlar e não fazer asneira. Ela não ia gostar de certezinha e iam ficar chateados mais uma vez! – Dorme bem.

- Tu também. – Carolyn adormeceu num instante. Dylan caiu no sono logo a seguir.

 

Capitulo giganteso por ter estado fora! E olhem q valeu a pena pk o algarve dá mta inspiração! já sabem que quero mts comentarios >.<

sinto-me: aulas não... -.-
publicado por Anna às 23:54
link do post | comentar | favorito
12 comentários:
De Pretty a 26 de Abril de 2011 às 09:04
Adorei fofinha +.+
Eles ficam mesmo queridos juntos, com eles vai haver qual quer coisa (:
Beijos.


De a 26 de Abril de 2011 às 14:45
Está lindo!!!

Eles são tão fofinhos.
E, o filme não tem nada haver com isso. Das partes que eu me lembro e que consegui ver. xD



De Anna a 26 de Abril de 2011 às 20:47
pois... eu calculei XD ! A unica coisa que sabia quando escrevi foi que o exorcista era um filme minimamente assustador e como não tinha net não pude ir pelo menos ver o trailer para ter uma ideia... pois então como é tipico de mim plo menos, inventei :P


De Joana a 26 de Abril de 2011 às 19:45
Lindoo!!
Capitulo mais fofo!!
Ai! Já estou a imaginar cenas...
Imagina se o Dave vai visitá-la, para lhe fazer uma surpresa, e encontra-os assim todos agarradinhos um ao outro?!
Ou se o Dylan lhe beija outra vez?!
ISto está a atrufiar-me a cabeça!!
Posta rápido!!!!!!!!!
Bjocas...
Júu-


De segue o teu coração a 26 de Abril de 2011 às 22:55
gostei imenso, eles são tão queridos! e sim, eu estive de férias, também não estive cá. beijinhos :b


De Cat a 26 de Abril de 2011 às 23:34
a serio nina, adorei o cap. ta a fikar mt fixe, posta rapido pfv


De Mαrgαs a 27 de Abril de 2011 às 17:53
Ahh e quanto áquela pergunta do visual do meu blog, fui eu que fiz!

Bjs**


De Mαrgαs a 27 de Abril de 2011 às 21:42
Arrangei-o na net!

btw adoro o teu fundo!


De a 27 de Abril de 2011 às 21:42
Obrigada...
Vai haver outra fic, claro!! :D


De Fic The Climb a 28 de Abril de 2011 às 22:56
LINDOOOO <3

Oh, tao fofos e queridooss ^^

Quero mais, oquey??

Beijoss .


De Fic The Climb a 30 de Abril de 2011 às 17:36
Já postei o primeiro capitulo da FIC THE CLIMB II, espero que gostes, e nao te esqueças de comentar:

http://fictheclimb.blogs.sapo.pt

Kisses.


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.posts recentes

. Vida de Carolyn: Two Love...

. I'm back

. Vida de Carolyn: Two Love...

. Vida de Carolyn: Two love...

. Vida de Carolyn: Two Love...

. Vida de Carolyn: Two Love...

. Vida de Carolyn: Two love...

. Divulgação e conversinha ...

. Vida de Carolyn: Two love...

. Vida de Carolyn: Two love...

.arquivos

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

blogs SAPO

.subscrever feeds