Sexta-feira, 15 de Abril de 2011

Vida de Carolyn: Two lovers - 13º Capítulo

 

  

 Emily disse logo que elas iam ser as primeiras a dar uma voltinha. Mas Kate e Carolyn estavam um pouco receosas. As raparigas ficaram um tempo a conversar e a conhecerem-se melhor – principalmente Carolyn e Kate - enquanto os rapazes tratavam de pôr a mota na água. Carolyn soube logo que Kate era uma rapariga tímida e muito reservada que não gostava de dar muita confiança às pessoas em geral. Só mesmo aquelas pessoas que ela já conhecia há algum tempo, como era o exemplo de Emily que todos os Verões desde os dez anos estavam juntas. Kate apenas lhe contou que vive na capital da Georgia, Atlana nos Estados Unidos, que tem um namorado de quem gosta muito e pouco mais.

Depressa Dylan voltou pedindo-lhes que fossem ao encontro da mota, que já estava na água. Emily foi a primeira a montar-se.

- Então? Vêem ou não? – perguntou ela cheia de genica.

- Ok… - Carolyn avançou e olhou para Kate que não se moveu – E tu, Kate? Vens?

- Anda lá Kate! Vais ver que vais adorar! Não à razão para teres medo. – disse Emily. Kate encolheu os ombros e avançou para a mota.

Sentaram-se e Dyaln aproximou-se mais de Emily:

- Ainda te lembras como é que isto funciona, certo? – Sim, porque era Emily que ia na frente a conduzir.

- ‘Tá descansado maninho. Vamos a isto! – os rapazes empurraram a mota mais para longe da costa e Emily rodou os punhos da mota e arrancaram.

Enquanto as raparigas andavam na mota dum lado para o outro os rapazes sentaram-se na areia molhada a vê-las, e George não parava de elogiar Emily.

- A minha miúda é que é! A gaja dá-lhe bué em cima da mota!

- Pois… mas a conduzir o carro já não é a mesma coisa! Quando eu vou no carro com ela e é ela a conduzir arrepio-me todo. A gaja prega fundo e trava mesmo em cima dos carros! Qualquer dia ainda se espeta em algum lado!

- Por acaso… a conduzir o carro não se pode dizer a mesma coisa. – George parou por uns momentos a olhar para elas e depois olhou para Harry – Ouve lá, o que é que tem a Kate que está bué esquisita este ano? O ano passado ela estava muito mais… solta e divertida.

- Complicações. Os pais dela, os meus tios, separaram-se há um mês e ela tem andado bué em baixo. – Harry falava calmamente. Aliás, ele era sempre assim, muito calmo e sereno, só de vez em quando é que era um pouco extrovertido.

- A sério? Ainda não sabíamos de nada. – disse Dylan – Pelo ar dela não está mesmo nada bem. Temos de ver se ela esquece isso e aproveita o Verão connosco.

- Não comentem isso com ela, ok? Ela não quer que se saiba porque se não as pessoas começam a perguntar-lhe se está bem e cenas assim e isso ainda a entristece mais. Reajam normalmente como se não soubessem, talvez se esqueça de tudo isso.

- Custa-me vê-la assim. – dizia Dylan enquanto as olhava.

- E é verdade, Dylan, não namoras com a Carolyn? – disse Harry sempre sereno.

- Mas porque é que toda a gente faz a mesma pergunta?!

- Não sei… é porque parece. Vocês estão muito próximos. Ainda ontem quando nós vos encontramos na esplanada vocês estavam os dois na gargalhada e depois tu agarraste-lhe no braço e trouxeste-a até nós. Sei lá, se não namoram ou não curtem, então é porque tu estás a tentar engata-la… certo?

- Bem… - Dylan olhou para a areia e depois levantou a cabeça – Yah… é isso. Só que o problema é que ela tem namorado. E se eu a continuar a tentar engatar ela vai-se passar e chatear-se comigo porque nós combinamos que eu não o ia fazer mais. Só que eu não vou descansar enquanto ela não for minha!

- Mas vocês fizeram um acordo. Vais magoa-la se o quebrares.

- Eu sei, men! Só que ‘tou obcecado com ela! Sei que a vou magoar mas… não quero desistir. Quero ver se isto ainda dá em alguma coisa.

- Um bom truque é faze-la cometer o erro, e não tu. Assim não a magoas. – disse George enquanto sacudia a sua toalha.

- Como assim, mano?

- Então faz com que ela te beije, e não o contrario.

- Olha que essa é boa.

- Mas tem cuidado para ela não se chatear muito e ficar com aqueles remorsos que traiu o namorado.

- Sabes que se ela gostar mesmo do sujeito vai ficar com grandes remorsos... – disse Harry.

- Esse é o meu único medo. Tenho de pensar acerca disso. Eu não a quero magoar… - entretanto Emily parou a mota à borda da água, saíram todas, deram um mergulho e foram deitar-se nas toalhas ao pé deles. – Então como foi?

- Altamente! – disse Carolyn.

- Muito giro! – disse Kate.

- Então maninho, quem é que já não se lembrava de como é que aquilo se conduzia?

- Não sejas orgulhosa, Emily.

- Cala-te! ‘Tás é cheiinho de inveja porque eu conduzo melhor que tu na mota d’água!

- Já vais ver!

- Então do que é que estavam a falar? – perguntou Carolyn deixando-se cair de joelhos na toalha e depois deitando o resto do corpo.

- Nada de especial. 

- Ok…

- Bem, ‘tá na minha vez. – Dylan despiu a camisola e foi montar-se na mota. Os seus cabelos cor de mel esvoaçavam-se ao sabor do vento e dominava a mota confiante como ninguém.

Depois de todos terem andado foram todos dar um mergulho e bronzearam-se um pouco.

- Então quando é que vamos ao pico? – perguntou Dylan tentando sacudindo a toalha.

- Aguenta lá os cavalos porque ainda estamos a secar. – disse Emily voltando-se de barriga para cima.

- Vamos ao pico? – perguntou Kate deitando-se na toalha.

- Yah, não te importas pois não? – perguntou Dylan.

- Não, é na boa.

Depois de secarem foram até ao pico a pé. Afinal era mesmo ali na praia a uns metros de distância de onde eles estavam. Subiram as rochas até a um lugar alto constituído de rocha. Emily, Carolyn e Kate estavam meio apavoradas com aquilo.

- Isto é muito alto! – disse Carolyn olhando para aquilo para a altura da rocha.    

- O meu maninho é que tem o hábito de cá vir, mas eu só mergulho quando a maré está bem cheia. E hoje não é bem esse caso, um pouco vazia…

- Eu não sei se consigo. – disse Kate sentando-se no chão longe da ponta.

- Vá lá meninas, o que é que vos pode acontecer? – perguntou George

- Sei lá, quando nos atirarmos batermos com a cabeça numa rocha, ficarmos inconscientes e só encontrarem o nosso cadáver a boiar passado quinze dias?! – disse Carolyn indignada enquanto de ia sentar numa rocha e começaram-se todos a rir.

- Consegues sempre ter piada. – disse Dylan sentando-se ao lado dela a sorrir.

- Dylan, não era uma piada. Pode muito bem acontecer! Sabes lá se não há rochas pontiagudas lá em baixo?

- Relaxa. Eu e o George já exploramos isto aqui em baixo. Não há perigo.

- Nunca se sabe.

- Ou talvez sim…

- Ou talvez não…

- A sério, parem. Se nós não quisermos não nos vão obrigar. – disse Kate.

- Bem, eu vou primeiro. – anunciou Harry despindo a camisola e andando para trás para dar balanço e em seguida atirando-se. Kate levou as mãos à cabeça. Harry para além de sereno era também confiante.

Dyaln começou a tirar a camisola e a dar balanço para trás. Este atirou-se de cabeça. O mesmo aconteceu a George logo de seguida sem dizer nada. Os rapazes subiram a rocha de novo e ficaram de pé a secar.

- Então e vocês não vão? – perguntou Harry.

- Eu vou! – disse Emily tirando os calções já que ela estava só com a parte de cima do bikini e os ditos calções. Emily deu balanço mas ainda hesitou. Depois voltou a fazer o mesmo e lá se atirou.

- Não contem comigo. – disse Kate afastando-se.

- Vá lá, vais ver que não dói nada. – pediu Harry.

- Não me obriguem. Se já disse que não vou é porque não vou mesmo.

- E tu BFF? – perguntou Dylan com um sorriso escandaloso e em tronco nu todo molhado que a fazia suspirar.

- Não sei não… - Carolyn espreitou Emily que se encontrava inteirinha dentro de água e que lhe acenava pedindo-lhe para se atirar.

Carolyn despiu a camisola e os calções e pôs-se à beirinha do abismo. Olhou para baixo duas vezes e depois afastou-se dando balanço. Quando estava determinada a ir correu mas depois parou mesmo na ponta. Dylan sem ela o ver veio por trás dela, andou para trás e depois correu a toda a velocidade. Agarrou-a na cintura e mandou-se com ela. Carolyn ficou estática enquanto caía e fechou os olhos. 

 

Acho que tem alguns erros mas pronto. Espero que tenham gostado ... bjs

publicado por Anna às 00:14
link do post | favorito
De Joana a 15 de Abril de 2011 às 11:19
UUUUUUUUUUhhh!!
AHAH! Ele epurrou-a mesmo lá para baixo!!
Capitulo está louco!!
A saltar de abismo e a andar de mota de água!!
Também quero!!
E quero mais dos teus capitulos, tenta não demorar muito!
Posta RÁPIDO!!!
Bjocas...
Júu-


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



SCM Music Player

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.posts recentes

. Vida de Carolyn: Two Love...

. I'm back

. Vida de Carolyn: Two Love...

. Vida de Carolyn: Two love...

. Vida de Carolyn: Two Love...

. Vida de Carolyn: Two Love...

. Vida de Carolyn: Two love...

. Divulgação e conversinha ...

. Vida de Carolyn: Two love...

. Vida de Carolyn: Two love...

.arquivos

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

SCM Music Player
SCM Music Player
blogs SAPO

.subscrever feeds