Quarta-feira, 3 de Agosto de 2011

Vida de Carolyn: Two Lovers- 25º Capítulo

 

 

 - Lamento pelo teu avô – disse quase como um suspiro. Carolyn levantou a cabeça do seu peito e olhou para ele – Há coisas que têm de acontecer. E nós temos de aprender a lidar com isso, a vida toda.

- Eu sei… - passou a língua pelos lábios – Mas custa-me tanto crer. A vida é injusta.

Dylan sorriu.

- Vais ver que daqui a um tempo vai ficar tudo bem outra vez. Agora só o tempo te pode curar.

Quando Carolyn acabou de falar com Dylan lembrou-se da sua mãe. Devia estar de rastos e precisava do seu apoio. A sua mãe bem sabia o quanto Carolyn adorava o avô e por isso eram elas e mais a avó de Carolyn que iriam ter mais dificuldades em superar a dor. Carolyn correu para o quarto onde se encontrava a mãe. Abriu a porta mansamente e deparou-se com a mãe completamente fragilizada, deitada em cima da cama onde também o seu pai se encontrava junto a ela, tentando consolá-la. Carolyn correu para os braços da mãe e abraçou-a como uma criança de cinco anos.

 

No dia seguinte, Carolyn tinha ficado em casa enquanto estavam todos na praia, excepto os seus pais que tinham ido resolver uns assuntos. Assuntos que ela nem quis bem saber o que eram. A sua auto-estima estava tão baixa que já nada lhe interessava. Dylan bem quis ficar em casa com ela, mas Carolyn fez questão de ele não ficar a perder tempo com ela, a perder tempo do seu Verão, e disse-lhe que queria ficar sozinha. Depois de muito discutirem ele cedeu. Deu-lhe um beijo na testa e saiu para ir ter com Emily, George e os seus pais que desta vez iam com eles, e que já se encontravam na porta à sua espera. 

À tarde, quando chegaram a casa, Dylan foi ter com ela ao quarto, onde Carolyn ainda parecia estar na mesma posição desde que ele partira de manhã. Estavam a falar quando foram interrompidos pelo pai de Carolyn que bateu ao de leve na porta e depois espreitou para dentro do quarto.

 - Sim, pai? - perguntou baixinho.

 -Querida, - Carl fechou a porta e foi sentar-se na cama de Emily virado de frente para ela e para Dylan - amanhã vamos até à Carolina do Sul. Fomos à bocado tratar dos bilhetes. Vamos lá apoiar a tua avó e também vamos… ao velório do avô. Ficamos lá uma semana. O que achas? Queres vir?

Carolyn forçou um sorriso.

- Acho que… sim, quero.

- Ok. Se não quiseres ir ao velório… nós compreendemos…

- Não, – interrompeu-o – eu quero.

Carl assentiu e saiu por onde entrou. De seguida Carolyn olhou para Dylan.

- Quero que venhas comigo.

- O quê? Tens a certeza?

- Absoluta – respirou fundo e olhou para baixo – Eu preciso de ti – voltou a olhar para ele – Do teu apoio. Ah, e tu… queres?

Ele sorriu.

- Contigo vou ao fim do mundo.

 

Carolyn correu para os pais e falou-lhes sobre Dylan. Eles pensaram durante uns segundos e depois concordaram. Na verdade, eles sabiam que Dylan iria ajudá-la a superar a situação. Os seus pais falaram com os pais de Dylan e estes, um pouco receosos com medo de Dylan vir a atrapalhar, concordaram. Compraram mais um bilhete pela internet e depois ficou tudo sobre rodas.


No dia seguinte, Carolyn acordou com o abrir das persianas do quarto. O sol entrou bruscamente pelo quarto iluminando-o. Abriu os olhos devagar e viu Dylan olhando-a com um largo no rosto.

- Bom dia… - disse num tom baixo.

- Oi… - levantou-se de manso sentando-se na cama e bocejou – Que horas são?

- Oito e meia da manhã – disse em tom de satisfação.

- Mas porquê tão cedo? Os meus pais só disseram às nove da manhã. E eu ainda estava no primeiro sono – exclamou com a voz ainda meio esquisita.

- Bem… eu acordei durante a noite, às cinco quase seis, por causa do George – sentou-se ao lado dela – Ele ficou sonâmbulo…

- A sério? Não sabia que ele era sonâmbulo.

- Desde pequeno que faz isto. Uma vez quando éramos putos e eu fui dormir a casa dele, apanhei um grande susto. Levantou-se a meio da noite e subiu e desceu as escadas da casa às escuras. Eu falava com ele e perguntava-lhe o que é que se passava e ele não me respondia. Depois como se nada fosse deitou-se outra vez na cama. No outro dia de manhã não se lembrava de nada. Só depois é que me disse com a maior das naturalidades que talvez tivesse estado sonâmbulo.

- Lol! E o que é que ele fez esta noite?

- Foi à cozinha fazer sabe-se lá fazer o quê e depois... voltou para a cama.

- Como é que sabias que ele estava sonâmbulo?

- Falei com ele e não me respondeu. E depois quis voltar a dormir e, não sei porquê, não consegui. Quer dizer, dormi só um bocadinho e depois não consegui mais.

- E por isso vieste acordar-me? – ele riu-se e ela cerrou as sobrancelhas.

- Hum… sim – ela bufou – Assim despachas-te mais cedo.

 

Depois de se despacharem e fazerem as malas, despediram-se do resto das pessoas e meteram-se no carro a caminho do aeroporto.

Passado algum tempo de espera, depois de serem inspeccionados e de almoçarem, entraram no avião. Haviam três filas de assentos tal como quando foram para Miami, mas desta vez a fila do meio apenas tinha dois assentos, tal como as filas paralelas. Os pais de Carolyn sentaram-se na fila do meio e ela e Dylan sentaram-se na fila da esquerda. Dylan, tal como da primeira vez, deixou Carolyn ficar à janela. Não que ela fizesse questão. Ele apenas se ofereceu.

A viagem pareceu bastante longa para Carolyn. Afinal de contas, continuava bastante perturbada com a morte do avô. Sempre que se tocava no assunto ou sempre que havia alguma coisa que a fazia lembrá-lo sentia uma necessidade enorme de chorar. Às vezes quando não se continha, fechava-se no quarto quando Emily não estava presente e desatava a chorar. E todas as noites acontecia o mesmo quando se deitava. Desejava sempre adormecer logo para isso não acontecer e tentava nunca pensar no assunto, mas parecia quase impossível.

Na viagem, sem querer, adormeceu no ombro de Dylan apesar de serem poucas horas de voo. Ele sentiu-se até bastante lisonjeado por isso.

 

Quando finalmente entraram em Garden City, South Carolina, Carl continuo a conduzir até chegarem a uma pequena casinha numa rua um pouco deserta. Estacionou em frente da casa e de seguida alguém abriu a porta da mesma. Era uma senhora idosa, de cabelos brancos vestida com um estilo primaveril. Era a sua avó.


Olá, 
olá! Trago-vos mais um capitulo ;) Espero mesmo que gostei ^^ e também estou contente com os comentários... continuem assim q eu faço o mesmo :D
P.S.- Ah, e sabem a historia de sonambolismo do George... ispirei-me em mim mesma... yh... isso aconteceu-me mesmo quando eu tinha prai uns 9 anos XD  
Kisses <3 

publicado por Anna às 23:54
link do post | comentar | favorito
10 comentários:
De ines- a 4 de Agosto de 2011 às 01:40
LINDOOOOOO ^^


De bárbara r. a 4 de Agosto de 2011 às 02:34
Gostei muito! Eles são tão queridos. :D


De мιηηιє Deяανιη Acкℓєs ♥ a 4 de Agosto de 2011 às 09:53
LOL
tão querido
bjos


De a-viagem-da-minha.vida ♥ a 4 de Agosto de 2011 às 14:47
adoreiiiiiiiiiiiiiiiii *--*


De Ritaaa a 4 de Agosto de 2011 às 15:32
Só podia!!!! sunambolismo??? descer e subir escadas???? vi logo que foste buscar a historia das escadas do algarve!!!! so thu Ana !!! Bem, mais outro capitulo espetacular!!! não paras, girl!!! ja so faltam 8 dias!!!!!!!!!!!
BJS lýou sister <3


De inês silva- a 4 de Agosto de 2011 às 15:56
O Dylan é um fofo :3
Gosteiiii :)


De - É a Joana Jones ^^ a 5 de Agosto de 2011 às 18:35
É o que eu digo, estes dois vão acabar juntos, ai vão vão xD
Está lindo, como sempre !
E sabes uma coisa ? QUERO O PROXIMO CAPITULO, AGORA !
Beijinhos ^^


De segue o teu coração a 5 de Agosto de 2011 às 22:51
há imenso tempo que não lia os teus capítulos. e, mais uma vez, adorei. só espero pelo dia em que ela se apercebe que quem realmente a merece é o dylan.. um beijinho e continua! :)


De Cat a 6 de Agosto de 2011 às 14:19
muito fixe xd adorei :) posta rapido


De a 21 de Agosto de 2011 às 12:26
Adorei!!!
O meu Dylan é um querido! :D
Tu és sonâmbula? Bem, não quero dormir na mesma casa que tu. Ainda me matas! xD


Comentar post

SCM Music Player

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.posts recentes

. Vida de Carolyn: Two Love...

. I'm back

. Vida de Carolyn: Two Love...

. Vida de Carolyn: Two love...

. Vida de Carolyn: Two Love...

. Vida de Carolyn: Two Love...

. Vida de Carolyn: Two love...

. Divulgação e conversinha ...

. Vida de Carolyn: Two love...

. Vida de Carolyn: Two love...

.arquivos

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

SCM Music Player
SCM Music Player
blogs SAPO

.subscrever feeds